Governo do Estado do Rio de Janeiro
Acessibilidade na Web Aumentar letra Diminuir letra Letra normal
COMISSÃO DA VERDADE DO RIO

Notícias

01/09/2015
Ato em frente ao DOPS/GB marca os 36 anos da Lei de Anistia

A Comissão da Verdade do Rio marcou presença no encerramento da Semana da Anistia, no Rio, com um ato pelos 36 anos da Anistia, organizado pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. A atividade, que aconteceu em frente ao prédio do DOPS/GB, contou com a participação de João Ricardo Dornelles e Geraldo Cândido, membros da CEV-Rio, além de ex-presos, filhos e netos de vítimas da ditadura, militantes e acadêmicos unidos por memória, verdade e justiça. A demanda pela transformação do prédio em um Centro de Memória não foi esquecida:


"A luta por esse prédio vai continuar. A gente não abre mão dele para transformá-lo em um espaço de memória. Nessa semana, que se comemora a Lei de Anistia, é importante comemorarmos, porque houve avanços, mas ainda precisamos de mais como, por exemplo, a reinterpretação da Lei de Anistia. Os assassinos, que cometeram várias violações de direitos humanos, continuam impunes. Conseguiremos, de fato, uma vitória quando esses torturadores puderem ser julgados”, destacou Geraldo Cândido.
 

O evento contou com a participação de Paulo Abrão, presidente da Comissão de Anistia, e de diversos movimentos sociais e entidades, como o ColetivoRJ por Memória Verdade e Justiça, a Comissão de Direitos Humanos da ALERJ, o Sindicato dos Metalúrgicos, o Grupo de Filhos e Netos por Memória, Verdade e Justiça, o Núcleo de Direitos Humanos da PUC-Rio, advogados de ex presos políticos, como Modesto da Silveira, e artistas como Cecília Boal. Na ocasião, houve leituras de cartas de Augusto Boal e poesias de Alex Polari sobre a época.

Relatório Final
Clique e leia na íntegra
Pesquisas FAPERJ
Veja todas as pesquisas
Pesquisas dos Colaboradores
Nossas redes sociais
Twitter Facebook YouTube
COMISSÃO DA VERDADE DO RIO